Webdesign, Design, criação de sites, identidade visual, logotipos, papelaria, hospedagem, soluções em TI, tecnologia e mais algumas besteirinhas que me dão prazer ;)

O silêncio é bom ou mau? (Reflexões)

19, fevereiro, 2019 Sem comentários

O silêncio tem vários significados, depende do contexto em que é usado.

O silêncio pode significar paz interior, calmaria, mas também pode signifcar tortura psicológica, indiferença.

O silêncio pode esconder e provocar sofrimento, pode esconder sentimentos.

O silêncio é a resposta para muitos questionamentos.

O silêncio causa angústia, provoca cansaço.

O silêncio muitas vezes pode ser mais barulhento que o pior dos gritos.

O silêncio machuca, o silêncio cura.

O silêncio aprisiona, mas também pode libertar.

Tudo depende, como falei, do contexto em que ele é utilizado.

Silêncio, use-o com sabedoria e cautela.

Leitura diária (Reflexões)

18, fevereiro, 2019 Sem comentários

Desde que criei o hábito da leitura, não me dei conta de quantos livros li até então.

Em 2019 passei a anotar, hoje é dia 18 de fevereiro e já li três livros (minha meta são dois livros por mês então estou abaixo da meta, mas ainda dá tempo).

Fiz um inventário, procurando pela memória e em 2018 li aproximadamente oito livros. Como não tinha meta não posso dizer que fui mal.

Eu geralmente leio dois ou três livros simultaneamente, sendo um mais técnico, de finanças, desenvolvimento pessoal ou coach e um de ficção, aventura ou romance. Geralmente pela manhã leio de 20 a 30 minutos (entre 10 a 20 páginas) do livro técnico e a noite, se ainda tiver fôlego e disposição, entre 5 a 10 páginas do livro de ficção, mais descompromissado.

O último que li foi o livro O Poder do Hábito de Charles Duhigg e estou lendo simultaneamente 1808 de Laurentino Gomes e Inferno de Dan Brown, hora leio um, hora leio outro, vai depender de que tipo de história eu quero para aquele momento.

Iniciei o livro O Cérebro com Foco de Disciplina de Renato Alves em substituição ao O Poder do Hábito, escolhi esse por ser um livro curto pois pretendo terminá-lo ainda em fevereiro para estar dentro da meta proposta.

No próximo texto falarei um pouco sobre a fórmula do hábito e sobre como identificar e mudar hábitos ruins seguindo essa fórmula.

É preciso fixar bem esse conhecimento para aplicar no dia a dia.

Sem assunto (Reflexões)

17, fevereiro, 2019 Sem comentários

O que você escreve, sobre o que você fala quando está sem assunto?

Eu geralmente me calo, sou capaz de ficar um dia inteiro sem dizer uma única palavra, envolto em meus pensamentos dispersos ou penso em tantas coisas ao mesmo tempo que não consigo firmar o pensamento em nada.

A consequência disso é que acabo me calando, fico introspectivo até um pouco ansioso ou depressivo, depende se meus pensamentos estão nostálgicos ou adiantados no tempo.

O fato é que não há nada errado nisso se acontecer vez ou outra ou se for por opção.

Não devemos nos cobrar tanto, buscar perfeição, buscar um modelo / personagem mais aceito pela sociedade.

Sejamos nós mesmos.

Renovação (Reflexões)

17, fevereiro, 2019 Sem comentários

É preciso que nos renovemos, nos reinventemos de vez em quando.

A vida, o ser humano, a natureza estão sempre evoluindo, o aprendizado é constante, se renovar, se reinventar, faz parte do processo.

É preciso sair da zona de conforto, aceitar novos desafios, iniciar um novo projeto, aceitar uma nova proposta, mesmo que não estejamos preparados. Vamos nos preparando, aprendendo e evoluindo no decorrer do processo, ao mesmo tempo em que o executamos.

Vamos errar algumas vezes, vamos precisar dar alguns passos atrás, mas vamos aprender com esses erros e vamos recomeçar.

Assim vamos nos renovando sempre, com evolução constante, aprendizado e persistência.

O amor! (Reflexões)

17, fevereiro, 2019 Sem comentários

Você sabe realmente o que é o amor?

Assisti a uma palestra do professor Clóvis de Barros Filho, Três Definições de Amor, muito boa explicando sobre os tipos de amor.

São três os tipos de amor e uma pessoa para ser plenamente feliz tem que conhecer e praticar as três formas de amor.

O primeiro é ensinado pelo filósofo Platão, amor é desejar, diz respeito àquilo que você não tem, é tesão, é desejo, é eros, é erotismo.

O segundo tipo de amor vem de Aristóteles, é amar aquilo que você já possui, é alegria pelo que já conquistou. É um amor egoísta, possessivo, não se importa com o outro, com a felicidade do outro, só com a sua própria.

O terceiro tipo de amor é o amor de Jesus, amar ao próximo, é ficar grato com a felicidade do próximo, é abrir mão de nossa própria felicidade para ver o outro feliz, é se doar sem esperar nada em troca.

A felicidade plena vem quando conhecemos e combinamos os três tipos de amor, primeiro o desejo, amamos secretamente até que conquistamos o quê (ou quem) amamos. Após a conquista somos gratos por ter alcançado o amor, a partir daqui vivemos o amor, praticamos o amor. Mas essa felicidade não é completa se não for dividida, então devemos dividir essa felicidade com o próximo, ficamos felizes também quando nosso próximo conquista sua felicidade plena.

Somente dessa forma alcançamos toda a plenitude e felicidade do amor verdadeiro.

Compromisso e responsabilidade (Reflexões)

17, fevereiro, 2019 Sem comentários

Todo compromisso gera responsabilidades, não tem outro jeito.

Há pessoas que tem verdadeira aversão a assumir compromissos, pois não querem ter responsabilidades, essas pessoas não vão muito longe na vida, não evoluem, não prosperam, vivem na mediocridade. Para crescer e evoluir é necessário assumir responsabilidades com a família, com sua sua saúde, com seu trabalho, isso inevitavelmente gera compromissos.

Você já viu algum chefe de setor, algum gerente de empresa que não tenha responsabilidades?

Não tenha medo de assumir compromissos, de ter algumas responsabilidades para cumprir, elas te fazem focar, raciocinar, te fazem evoluir e crescer, te fazem uma pessoa melhor e acaba influenciando em outras áreas de sua vida.

Quando você assume a responsabilidade de emagrecer por exemplo, assume o compromisso de fazer dieta e exercícios físicos, faz um checkup médico e inicia uma nova rotina, um novo hábito. As consequências disso são que além de emagrecer, você melhora sua saúde, sua autoestima, passa a gostar mais de você, passa a sorrir mais, isso vai se irradiando de tal forma que te beneficia até em sua vida profissional, em seus amigos, seus clientes.

Não tenha medo de responsabilidades, pense nos benefícios que elas lhe trarão.

Vamos em frente!

Que preço você está disposto a pagar? (Reflexões)

11, fevereiro, 2019 Sem comentários

Tudo na vida possui um preço, um valor, algumas coisas são bem caras, outras possuem valor acessível. Não falo apenas de coisas materiais não, quando falo tudo é TUDO mesmo.

Amizades, relacionamentos, sucesso, saúde, estilo de vida etc.

Quanto você precisou “pagar” pelo seu emprego? O meu exigiu horas de estudo, abdicação de algumas coisas, faculdade, até dieta precisei fazer pois estava acima do peso para fazer o teste físico. Até uma fratura por stress eu consegui, imagine o custo disso tudo, o custo financeiro, o custo emocional, o custo afetivo etc. Vou te confessar que não foi barato não mas eu faria tudo novamente, pagaria novamente o preço para chegar onde cheguei.

A recompensa, que é a satisfação pessoal, não tem preço.

Na vida afetiva é a mesma coisa, não falo de custo financeiro não, mas de custo emocional. Algumas amizades / amores são bem “caros”, difíceis de se conquistar, outras mais “baratas”, mas o mais importante é a satisfação pessoal que vem após essa conquista, os benefícios que essa amizade /amor te traz.

Tudo tem seu preço, tudo tem seu valor e a recompensa no final, a satisfação que vem depois independe do preço pago. As vezes algo que vem de graça se torna mais valioso que algo que custou muito caro para conquistar.

Antes de tentar qualquer atitude, pense no preço a pagar por essa atitude e pense igualmente nos benefícios que essa atitude lhe trará.

Você está disposto a pagar o preço?

Imprevistos e mudanças de planos (Reflexões)

11, fevereiro, 2019 Sem comentários

Quantas vezes você teve que mudar seus planos por conta de um imprevisto?

Muitas vezes um imprevisto acontece quando menos esperamos e para “piorar” as coisas não temos um “Plano B”. Nessas horas é preciso usar a criatividade e inteligência para contornarmos a situação, soluções criativas são necessárias, usar o raciocínio lógico também.

As vezes estamos tão envolvidos com o imprevisto, o impacto é tão forte que não enxergamos a solução, não conseguimos encontrar uma saída. Precisamos parar, respirar e enxergar como se estivéssemos de fora do problema, devemos transportar o problema como se ele fosse de uma 3ª pessoa, muitas vezes isso ajuda a encontrarmos uma solução.

Outras vezes o impacto do imprevisto é tão grande que precisamos recomeçar, seguir por um outro caminho diferente do que estávamos planejando.

Não podemos perder a fé, devemos acreditar na solução e mesmo que haja um grande atraso seguir com o plano.

Podemos diversificar as técnicas para buscar a solução, combiná-las, usar visualização, afirmação, se afastar, esperar, buscar ajuda externa mas sempre tendo fé na resolução do imprevisto.

Há também casos em que o imprevisto é a própria solução, mas estamos tão impactados que só vamos perceber isso mais tarde.

Há um ditado que diz: O que não tem solução, solucionado está.

Vamos ter fé, vamos buscar soluções criativas, vamos sonhar, visualizar, só não vamos desistir de nossos planos por conta de um imprevisto, vamos refazer os planos e seguir em frente.

O tempo dos homens é diferente do tempo de Deus. (Reflexões)

5, fevereiro, 2019 Sem comentários

Quantas vezes você ouviu essa frase e ficou se perguntando o que isso quer dizer?

Somos ansiosos por natureza e muitas vezes não queremos esperar, queremos tudo “para ontem”. Mas já parou para refletir, será que se o que você quer tivesse vindo no exato momento em que você quis, você o teria aproveitado de maneira plena?

Muitas vezes não percebemos isso, devido a nossa ansiedade não queremos esperar e acabamos por não aproveitar o desejo, o objeto desejado. Essa espera entre o querer e o conseguir (geralmente fora do nosso tempo) é o que chamamos de “tempo de Deus”. É essa espera que faz com que o desejo e a vontade aumentem e nos faz valorizar ainda mais nossa conquista. O caminho para chegar lá é muito mais importante e prazeroso que o resultado em si, nossas atitudes, nossa caminhada, nosso aprendizado e evolução nos fazem crescer e nos preparam para a nossa vitória.

O que seria dos atletas sem o treino? O que seria dos artistas, seja de TV, teatro, circo, sem os ensaios? Já imaginou se você fosse direto para a formatura e pegasse seu diploma? Sem ter passado pelos anos de estudo, sem as amizades feitas, sem as festinhas, sem os encontros com os amigos? Muitas vezes o amor da sua vida aparece na época da faculdade, imagine passar direto por tudo isso e ir lá pro final, para sua formatura.

Não tem como, concorda?

O caminho é importante, a caminhada é importante, aproveite, aprenda, evolua e no final contemple sua vitória, você merece.

E se a vitória não vier quando você espera, é Deus agindo e adiando sua vitória para quando você estiver mais preparado.

Viajar é preciso! (Reflexões)

5, fevereiro, 2019 Sem comentários

Quando foi a última vez que você viajou?

Viajar é preciso, viajar renova os pensamentos, viajar provoca uma fuga da realidade, do cotidiano, te faz sair da rotina, da sua zona de conforto.

Isso além de fazer sonhar, renova a alma, também te faz crescer, evoluir, te faz perceber que há muitas coisas novas e diferentes para vivenciar.

Que bom seria se pudéssemos viajar toda semana, todo mês, como não é possível podemos planejar nossas viagens, talvez uma por semestre, uma por ano, uma viagem menos dispendiosa para uma cidade mais próxima, o importante é sair da rotina.

Viaje, renove-se, evolua, sonhe, permita-se, planeje.

Bora lá?